terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

fail

Hj ia ser um dia awesome. Eu, Nath e Isa íamos à praia, depois iríamos ver o jogo de basquete e eu enfim ia poder ver o Baby em quadra, poder gritar "Gostoso" e tudo mais.

Aí a Nath fala que não tá no Rio e que não iria vir pra cá, só iria vir pro jogo. Aí beleza, vou à praia com a Isa e ver o jogo com a Nath. Isa pouco depois fala que não vai poder por causa de alguma coisa do apê novo, que era pra ter sido feito na segunda, mas que acabou sendo pra terça. Ou seja, morreu praia. Agora só o jogo.

Eu fui à praia, mas com a minha mãe e a amiga dela. Tava ótima, mas né, não ia ser a mesma coisa do que ir com minhas amigas.

Aí eu me encontro com a Nath na arena, a gente entra, já tinha começado há 3 minutos, aí eu começo a procurar o baby na quadra.
Tipo, ok, ele não tá jogando, deve tá na reserva, aí eu olho pro banco e tipos, cadê o baby?
Ai meu deus, CADÊ O BABY????!?!?!?!
Eu fiquei o primeiro quarto do jogo inteiro, inconformada que o baby não tava ali, aliás, eu esperei meses pra esse evento. MESES.
Tá flamengo ganhou, ESBANJANDO até - 105 a 70.
Mas né, eu queria ver o baby!

Em off: o Paulistano perdeu feio assim pq tava psicologicamente afetado por um torcedor, que cara, era o torcedor mais engraçado/raivoso/filho da puta/doido/on acid que eu já vi, depois que o Flamengo disparou na frente, neguinho parou de olhar o jogo e só ficou olhando pro maluco. Sério, o cara tava simplesmente louco, ele não parava de gritar. Sem contar que ele tava atrás do banco do paulistano e gritando toda hora com o técnico do paulistano e eu tava vendo a hora do técnico puxar uma arma e dar um tiro nesse cara. Ou o cara sacar uma arma e dar um tiro no técnico. Sério.

3 comentários:

Léo disse...

Aé, o Baby num ta jogando.


Cara, são caras como esse que dão "graça" a esses eventos.

No ultimo jogo que fui esse papel era de um pequeno guri de uns 6 ou 7 anos, talvez 5 ou 4. Mas eu duvido, não sei se criancinhas de 4 anos sabem gritar "vai tomar no cu Alex" com tanto... Sabe?... então.

Enfim, quando vou pra esses lugares e vejo essas coisas fico pensando sério em qual seria a real motivação deles: Odio? Amor? Alcool? Doença mental? Complexo de "eu preciso aparecer"? Ou é simplesmente pq em condições normais ninguém vai recrimina-lo e assim ele(a) pode parecer mais "poderoso(a)"?

disse...

Se vc não fosse no jogo quem iria ser matar seria vc.

HAHAHAHAHAHHA

Brincadeira =)

a vista de um ponto disse...

aaaahhh po
o maluco gritando muuuuito mais divertido que o baby
auhsuahsuahusuashuhasuh

What I shouldn´t listen

Top 7 not listened.

People I shouldn´t listen to

People who shouldn´t read

Once written, no turning back...

people who shouldn´t write