quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Ignorance is a bliss

Terça feira da semana passada eu estava fazendo compras no inferno que é o SAARA (para os paulistas é uma espécie de 25 de março). Eis que tô numa loja de roupas esperando minha mãe pagar meu vestido, quando um senhora acima do peso se aproxima de mim com um vestido em frente ao seu corpo roliço e pergunta a MIM (eu que sou uma pessoa delicada e com paciência) se eu tinha gostado do vestido nela. Uma calma se instala em mim, diante a todo aquele stress de compras numa semana antes ao natal, e eu digo: -Eu não gosto.

Fim.

4 comentários:

Pedro Porra disse...

é bom ver que o blog da nossa querida ge está tomando proporções regionais a ponto de ter q colocar legenda sobre o que é o Saara.

A Ge é tão meiga e delicada quanto uma vaca sendo ordenhada. Só faltaram as risadas da mulher gorda

Beatrix Kiddo! disse...

Só faltou a cara de constrangimento da velha senhora roliça. Ela foi até embora, creio que para se matar.

Marazzo disse...

Amormaiorqueomundo.



Sem mais.

Léo disse...

Ninguém nunca me pergunta essas coisas, acho que eu ia sorrir e fingir que não entendi o idioma.



Ou ia mentir, pq eu sou falso.


Mas em 2010 isso vai mudar. Sinceridade além da compreensão.

E eu gostei desse episódio de House. Quebrei a cara quando vi que o post era sobre uma senhora roliça e o SAARA.

What I shouldn´t listen

Top 7 not listened.

People I shouldn´t listen to

People who shouldn´t read

Once written, no turning back...

people who shouldn´t write